Sobre o Campus

A aprovação da criação do Campus de Curitibanos pelo Conselho Universitário (CUn) da UFSC ocorreu na Sessão Extraordinária realizada no dia 18 de novembro de 2008, por meio da aprovação do Parecer nº. 29/CUn/2008 e Resolução nº. 026/CUn/2008. O Campus de Curitibanos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) teve sua cerimônia de instalação em 05 de agosto de 2009, juntamente com a posse dos primeiros diretores e recepção dos primeiros calouros, iniciando suas atividades de ensino, pesquisa e extensão. No dia 20 de agosto de 2010 ocorreu a inauguração oficial do Campus, com a presença do então Ministro da Educação, Fernando Haddad. O credenciamento para as atividades como campi fora de sede ocorreu em 2010, por meio do Parecer CNE/CES 204/2010 aprovado por unanimidade pela Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação no dia 07 de outubro de 2010 e publicado no Diário Oficial no dia 25 de julho de 2011.

O primeiro curso do Campus de Curitibanos foi Ciências Rurais, na modalidade de Bacharelado Interdisciplinar, no qual o estudante cursava três anos de formação generalista e, ao concluir esse ciclo, poderia optar por realizar mais dois anos nos cursos de Agronomia e Engenharia Florestal. A partir do ano de 2013 os cursos foram desmembrados e o ingresso passou a ser diretamente nos cursos de Agronomia e Engenharia Florestal, iniciando-se o processo de extinção do curso de Ciências Rurais. No ano de 2012 ocorreu o início das atividades do curso de Medicina Veterinária

Missão do Campus de Curitibanos
“Gerar e disseminar conhecimento formando profissionais e contribuindo para atendimento de demandas regionais e o desenvolvimento da sociedade” (Planejamento estratégico, 2010).

Missão da UFSC
“A UFSC tem por finalidade produzir, sistematizar e socializar o saber filosófico, científico, artístico e tecnológico, ampliando e aprofundando a formação do ser humano para o exercício profissional, à reflexão crítica, à solidariedade nacional e internacional, na perspectiva da construção de uma sociedade justa e democrática e na defesa da qualidade de vida.”

Para mais informações, acesse os botões a seguir: