(Português do Brasil) Professor da UFSC Curitibanos receberá prêmio na Alemanha

27/02/2020 11:33

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

No dia 06 de março de 2020, o professor Dr. Leocir José Welter receberá o prêmio “Peter Morio – Arward 2020” na Alemanha. O prêmio é concedido anualmente a melhoristas e pesquisadores que contribuíram significativamente na temática melhoramento genético da videira em âmbito mundial.

A premiação ao docente do Campus de Curitibanos da UFSC deve-se ao seu engajamento na avaliação e no desenvolvimento de novas variedades de videira resistentes a doenças no Brasil, contribuindo com a sustentabilidade do setor vitivinícola. Somado a estas pesquisas, o professor tem uma série de projetos que objetivam a caracterização de germoplasma e a localização de regiões gênicas associadas com a resistência a doenças fúngicas de importância atual para o Brasil e que, ao mesmo tempo, são doenças potenciais para a Europa. Estes projetos vêm sendo desenvolvido em estreita parceria com o instituto alemão Julius Kühn Institute (JKI). Um dos projetos, inclusive, é financiado pelo governo alemão e está viabilizando parte das pesquisas de um estudante de doutorado brasileiro na Alemanha. O professor destaca que este prêmio somente foi possível graças as parcerias interinstitucionais e internacionais, além do engajamento de outros professores da UFSC e do trabalho incansável de alunos de graduação e pós-graduação. Estas pesquisas com visão de longo prazo são determinantes para o aumento da eficiência do melhoramento genético da videira, bem como, para o incremento da sustentabilidade na vitivinicultura mundial, incluindo o Brasil.

Leocir José Welter é professor dos cursos de graduação em Agronomia e Engenharia Florestal, no Campus de Curitibanos, além de docente permanente dos programas de pós-graduação em Ecossistemas Agrícolas e Naturais (nível mestrado; Curitibanos) e Recursos Genéticos Vegetais (nível mestrado e doutorado; Florianópolis). O professor é um dos líderes do grupo de pesquisa Núcleo de Estudos da Uva e do Vinho (NEUVIN) e desenvolve projetos interinstitucionais e internacionais. No Brasil, projetos estão sendo desenvolvidos em conjunto com professores da UFSC e da Udesc e com pesquisadores da Epagri e da Embrapa Uva e Vinho. Internacionalmente, além do Instituto alemão, conta-se com a parceria da Fundazione Edmund Mach, localizado em Trento, Itália. Estão engajados na pesquisa estudantes de graduação em Agronomia, de Curitibanos e Florianópolis e em Engenharia Florestal de Curitibanos. Em nível de pós-graduação participam estudantes de mestrado e doutorado, dos dois programas da UFSC Ecossistemas Agrícolas e Naturais (nível mestrado; Curitibanos) e Recursos Genéticos Vegetais, bem como, do Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal da Udesc.